POLÍTICAULTIMAS NOTÍCIAS

Deputado defende criação de semana estadual de prevenção à depressão da pessoa idosa na PB

Apesar de ser uma doença mental que atinge todas as faixas etárias, é na velhice que a depressão se mostra mais presente. Dados da Pesquisa Nacional de Saúde e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os idosos que lideram o ranking dos mais afetados pela depressão:  doença atinge cerca de 13% da população entre os 60 e 64 anos de idade. Ao redor do mundo, o transtorno afeta, em média, 264 milhões de pessoas de todas as idades.

Na Paraíba, o deputado estadual Jutay Meneses (Republicanos) apresentou na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) o projeto de Lei 2.541/24 que institui e inclui no Calendário Oficial do Estado da Paraíba a Semana Estadual de Prevenção à Depressão da Pessoa Idosa que acontecerá anualmente na primeira semana do mês de outubro.

“A depressão é uma doença comum entre os idosos, muitas vezes subestimada ou negligenciada devido a uma série de fatores, incluindo o estigma associado à saúde mental, a falta de conhecimento sobre os sintomas e a subnotificação dos casos. Além disso, os idosos podem enfrentar barreiras adicionais ao acesso aos serviços de saúde mental, como a falta de recursos financeiros, a mobilidade reduzida e a falta de informação sobre os recursos disponíveis”, destacou Jutay.

De acordo com o deputado, o projeto tem como objetivo promover a conscientização e a educação da população sobre a depressão na terceira idade, visando reduzir o estigma e aumentar a identificação precoce dos sintomas e incentivar o acesso aos serviços de saúde mental. “A proposta representa um passo importante na construção de uma sociedade mais inclusiva, justa e solidária, em que todos os cidadãos possam envelhecer com dignidade e bem-estar”, disse.

Dados do último Censo mostram que a população brasileira com 60 anos ou mais chegou a 32.113.490 (15,6%), um aumento de 56,0% em relação a 2010, quando era de 20.590.597 (10,8%). Na Paraíba este número aumentou 79% no Censo 2022 em relação a 2010, chegando a 615.328 idosos (15,5%).

Os idosos com 60 a 64 anos representam a faixa etária proporcionalmente mais afetada, com 13,2%. Os de 65 a 74 anos chegam com 11,8%. E, por último, os de 75 ou mais, 10,2%. A depressão tem características próprias entre idosos. Embora vários fatores possam desencadear a depressão, o próprio envelhecimento contribui para isso. E ainda temos a dificuldade do diagnóstico quando há sintomas comuns a outras doenças, como o mal de Alzheimer, retardando o tratamento correto da depressão.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo