ESPORTES

Ex-jogador do Flamengo, que está na Paraíba, diz que má gestão de dirigentes está deixando clubes de futebol inviáveis no Brasil

Jacozinho fez palestra para pais de alunos de escolinha. Foto: Divulgação.
Jacozinho proferiu palestra para pais de alunos de escolinha de futebol. Foto: Divulgação.

BigPB – O ex-jogador do Flamengo, Jacozinho, disse hoje (31), em Cajazeiras, onde realizou avaliação técnica de alunos de escolinha de futebol, no Arena RGC, e promoveu palestra para pais de crianças, que os clubes brasileiros, em sua maioria, são muito mal geridos, sem controle de gastos e sem planejamento, o que está provocando endividamento e torna as agremiações inviáveis para futuros investidores.

A seguir você acompanha uma entrevista que o portal BigPB realizou com o atleta, através da colaboração de Raquel Rolim, em Cajazeiras, alto Sertão da Paraíba.

BigPB: Como você está vendo o desempenho da seleção brasileira? Foi apenas o primeiro jogo, após a Copa do Mundo e já percebemos que será feita uma grande reformulação, e isso requer tempo e paciência. Mas, a minha opinião é que esse é o caminho pra uma seleção forte.

E o técnico, o que dizer dele?O Ramon é um ex-atleta que teve uma bela carreira como jogador. Não tinha tido ainda um trabalho expressivo como treinador profissional e está apenas interinamente no comando na seleção. Fez um belo trabalho na seleção sub 20 e que lhe proporcionou esta oportunidade na seleção principal. Espero que possa fazer um bom trabalho enquanto a CBF não oficializa o treinador em definitivo.

Quem seria um técnico Ideal para a seleção? – Nós sabemos que treinador da seleção e muito de momento. Mas, no meu entender, não pode ser só momento, tem que ser analisado vários fatores. Um treinador que um tempo atrás, até antes da copa, era muito cogitado foi o Renato gaúcho. Foi um super campeão no Grêmio, com um currículo expressivo e um treinador que tem uma gestão de grupo importante pra uma seleção.

O que você acha da possibilidade de Jorge Jesus vir treinar a seleção brasileira?Eu não vejo um treinador estrangeiro como o Jesus na seleção brasileira, ainda. Hoje, se tivesse um mais próximo seria o Abel Ferreira, pelo tempo que está no Brasil e por já conhecer um pouco mais da cultura e característica do jogador brasileiro jogando no Brasil. Mas, ele tem uma característica de jogo, ao meu ver, que não se encaixa na seleção brasileira.

Qual a importância das escolinhas de futebol para o futuro desse esporte?As escolinhas de futebol são a base de tudo. Não são só importantes para o futebol em si, mas, sim, para uma evolução socioeducativa e desenvolvimento geral de uma criança.

O governo federal deveria investir mais em projetos para fortalecer escolinhas de futebol e outros esportes? –  Infelizmente o problema não está no governo. Mas, sim, na falta de conhecimento dos gestores porque o governo disponibiliza vários recursos para investimento no esporte. Porém, falta projetos e incentivos sérios que não são desenvolvidos adequadamente pelos gestores de clubes e associações esportivas.

Como você analisa a qualidade dos clubes brasileiros?Em termos de gestão, muito mal geridos sem controle de gastos, sem planejamento fazendo com que os clubes fiquem endividados e inviáveis para futuros investidores. Em termos de estrutura, tem melhorado bastante principalmente as equipes novas, que apresentam uma nova visão de gestão, porque primeiro investem em estrutura e nos profissionais que darão o suporte para o desenvolvimento dos seus atletas. Já os clubes chamados tradicionais, na sua maioria, não se atualizaram principalmente em termos de estrutura e de gestão. Eles conseguem sobreviver por causa de uma torcida fiel, por serem times tradicionais.

O que dizer da rivalidade entre torcidas, que provoca violência e até morte?  – Infelizmente, no nosso país, o maior agravante e a impunidade os autores nunca são punidos com o rigor merecido.

O que poderia ser feito para acabar com isso? – Com punições mais severas para os autores, inclusive, para atletas e dirigentes que, a depender da ocasião, influenciam e potencializam as atitudes dentro do campo inflamando os torcedores a fazerem tais atos.

Quais os conselhos para os jovens que sonham em brilhar no futebol? – Tenha sempre Deus em primeiro lugar, e não desistam nunca dos seus sonhos. Persevere, busque e acredite em você.

Por Raquel Rolim – Colaboradora !

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo